Cartão de Crédito

Guia para Escolher o seu Cartão de Crédito em 2022

cartao-de-credito

O cartão de crédito é, antes de tudo, um meio de pagamento: uma forma de comprar uma mercadoria ou serviço hoje e pagar depois — em até 30 ou 40 dias ou até mesmo parcelado em diversas vezes. Hoje em dia ninguém vive mais sem ele. Apelidado de “dinheiro de plástico”, ele traz vantagens significativas a seu portador:

  • 1. Adia o pagamento do produto ou serviço;
  • 2. Desobriga-o de carregar muito dinheiro, tornando-o menos vulnerável em termos de segurança;
  • 3. Desobriga-o de pagar tudo com cheque, fazendo-o ganhar em tempo e segurança, pois não há perigo de falsificação, como acontece com o cheque, nem a mesma dor de cabeça em caso de roubo;
  • 4. Só exige renovação a cada dois anos, diferentemente dos talões de cheques e do dinheiro;
  • 5. Aumenta seu crédito na praça, já que os estabelecimentos comerciais sabem que dívida de cartão será honrada pela administradora, mesmo que o cliente dê o calote;
  • 6. Funciona quase como um cartão de débito no exterior, permitindo saque de dinheiro a qualquer momento em caixas eletrônicos;
  • 7. É instrumento de crédito rápido e sem burocracia em situações de necessidade.

Como seus juros estão entre os mais altos do mercado, contudo, deve ser utilizado somente em emergências e por pouco tempo.

Meio de pagamento

Você pode utilizar o cartão de crédito para fazer pagamentos basicamente de duas formas:
• comprando hoje e deixando para pagar depois, no dia de vencimento da fatura do cartão;
• parcelando sua compra em duas ou três vezes no cartão (até mais vezes), sem incidência de juros, como se estivesse dando cheques pré-datados. Isso depende do estabelecimento.

No primeiro caso, você paga o estabelecimento na hora, através de maquininhas manuais ou online. O portador sempre fica com uma cópia como comprovante e paga o gasto na data de vencimento da fatura do cartão.

No segundo caso, das compras parceladas, essas “prestações” são lançadas normalmente nas faturas do cartão, que, se quitadas em dia, não acarretam juros.

Instrumento de saque

Quando você saca dinheiro com cartão de crédito em caixas eletrônicos no exterior, ele funciona mais ou menos como um cartão de débito. Isso não é caracterizado como operação de crédito e, portanto, você não está sujeito a pagar juros. É cobrada apenas uma tarifa de saque.

Para saber se um caixa eletrônico estrangeiro aceita seu cartão ou não, observe a lista abaixo:

• Cartões MasterCard são aceitos por caixas eletrônicos que tenham os símbolos Cirrus, Maestro ou MasterCard;

• Cartões Visa são aceitos por caixas que levem os nomes Plus ou Visa;

• Cartões American Express são aceitos em caixas que tenham o nome American Express.

cartao

Instrumento de crédito

O cartão de crédito tem também a face de instrumento de crédito, como seu nome indica. Isso ocorre em duas situações:
1. Quando, no momento de pagar a fatura, você decide parcelar parte do valor devido (é diferente das compras parceladas);
2. Quando você saca dinheiro em caixas eletrônicos no Brasil, usando uma senha (saque no exterior não tem cobrança de juros).

A vantagem do cartão sobre outras formas de crédito é que você não precisa passar por processos de aprovação de crédito. Sai na hora, dentro de um limite pré-aprovado. Não há data certa de pagamento, mas, sobre o valor parcelado ou sacado, aplicam-se juros de linha de crédito rotativo, que estão entre os mais altos do mercado. Em conseqüência, o uso do cartão de crédito para financiamento é indicado apenas para momentos de grande necessidade e por curto prazo.

credito-ou-debito

Como escolher o seu Cartão de Crédito

É correto dizer que existe um tipo de cartão para cada pessoa, e cada um com vantagens e custos específicos.

Se você viaja com alguma freqüência para o exterior, por exemplo, precisará de um cartão internacional. Se estiver sempre na estrada no Brasil, talvez necessite de um que ofereça socorro mecânico (veja abaixo). Se buscar status, algo que mostre sua renda mínima, precisa de cartão Gold ou Platinum.

Em termos de abrangência, anuidades e limites de crédito, existem quatro modelos:
 Nacional: só é válido no Brasil. Tem anuidades mais baixas, e existem desde os que só oferecem crédito até os que incluem benefícios específicos.
• Internacional: válido no Brasil e no exterior. As anuidades são um pouco mais caras e costumam incluir benefícios. Permite saques de dinheiro no exterior sem cobrança de juros, apenas com tarifa de saque.
• Gold: é um cartão internacional diferenciado, com anuidades ainda mais caras e limites de crédito também maiores. Em geral, traz benefícios, principalmente com relação a assistência no exterior — embora isso varie de acordo com o banco ou a instituição que emite o cartão.
• Platinum: é um tipo recente de cartão internacional diferenciado, concedido apenas a clientes muito especiais, que o mereçam por sua própria movimentação financeira. Traz ainda mais benefícios e mais status do que o Gold.

Uma vez escolhido o modelo mais adequado, você deve descobrir qual modalidade é mais vantajosa para você, de acordo com suas necessidades. Existem cinco modalidades principais:
• Cartão institucional: é o cartão ligado ao banco do qual você é correntista. Vinculado à conta corrente, proporciona vantagens no relacionamento com o banco, ajudando, em alguns casos, a reduzir tarifas. Dentro dessa modalidade há os cartões múltiplos, que servem como cartões de débito e crédito ao mesmo tempo.
• Cartão co-branded: é um tipo de cartão operado por duas empresas. Em geral, um banco e uma empresa prestadora de serviços que quer agregar valor a seu produto ou a sua marca. Oferece benefícios como milhas para viagens e socorro mecânico. Os mais comuns são os de companhias aéreas e montadoras de automóveis.
• Cartão de afinidade: é a forma de o usuário contribuir com alguma instituição ao utilizar o cartão. Leva a marca da administradora — como o banco, por exemplo — e da entidade ou do grupo que se queira ajudar. É o caso dos cartões que auxiliam instituições de caridade, ONGs, times de futebol, associações de classe etc.
• Cartão corporativo: é a única modalidade de cartão para pessoa jurídica. É adquirido por empresas e fornecido a funcionários que precisam gastar em nome dela. Substitui os reembolsos e a prestação de contas, no caso de viagens, almoços e jantares de negócios, por exemplo. Nem todas as administradoras oferecem essa modalidade.
• Cartão porta-moedas ( Cartão pré-pago ): é a mais recente versão. Seu limite é determinado pelo próprio associado, mas ele precisa creditar determinada quantia no cartão. É como se fosse um cartão telefônico, que já vem com um número preestabelecido de impulsos. Pode ser usado, por exemplo, como uma mesada eletrônica. O pai dá o cartão para o filho com um depósito de R$ 100,00. Assim que o filho atinge o limite, o cartão fica bloqueado até o próximo depósito.

Os cartões costumam ter vários benefícios agregados, oferecidos pelas administradoras e pelas bandeiras. Eles variam não só conforme a administradora e a bandeira, mas também dependem da modalidade e do modelo. Entre os benefícios mais conhecidos no mercado brasileiro estão socorro mecânico, serviço de compra de ingressos para espetáculos, seguros, acesso a salas VIP de aeroportos, financiamento de pacotes turísticos e passagens aéreas sem incidência de juros ou com taxas baixas, serviços domésticos de urgência, como encanador e eletricista (home assistance) etc. Deve-se levar em conta a regra de que, quanto mais benefícios são agregados, mais cara fica a anuidade.

Além disso, há os programas de fidelidade ou milhagem associados a cartões, nos quais há uma relação direta entre o uso do cartão e o ganho de prêmios, que podem ser desde uma passagem aérea até um carro. A lógica é a seguinte: o consumo com cartão dá pontos, e estes dão prêmios. Por exemplo, US$ 1 de consumo pode equivaler a 1 milha em viagens aéreas.

Funcionamento do Cartão

Uma vez escolhido o cartão, o associado precisa conhecer sua forma de funcionamento específica. A data de vencimento já foi definida e o valor da anuidade também é sabido. Agora, você deve se inteirar dos seguintes itens:

Extrato: nele estão todas as informações a respeito de suas compras no período, assim como outros dados: data de vencimento, número do cartão, dados pessoais do associado, limites de crédito e saque, taxa de câmbio utilizada (nos cartões internacionais, para compras fora do País). No extrato, também é possível consultar a taxa de juros oferecida pelo cartão.

Limites: são determinados pela administradora a partir da renda declarada. No caso do limite de crédito, varia entre 60% e 80% desse valor, dependendo da avaliação que a administradora faz do cliente. Conforme o cliente vai usando o cartão se o utiliza bastante e paga em dia, a própria administradora faz reavaliações periódicas e pode aumentar o limite por conta própria. Também é possível solicitar um limite maior, mediante comprovação de aumento da renda. Em geral, os limites de crédito para compras em dólar e em real são diferentes. E o cartão ainda oferece um limite de saque, menor do que os demais limites.

Encargos: são a multa e os juros cobrados em caso de atraso no pagamento. A multa existe quando o associado não paga o valor mínimo estipulado. E os juros, de forma proporcional aos dias em que o cliente ficou em débito.

Taxa de câmbio: a taxa de câmbio que vem escrita no extrato é a vigente no dia de fechamento da fatura. Mas o pagamento deve ser feito na taxa do dia do vencimento. A diferença será cobrada ou ressarcida na próxima fatura. Se o câmbio vem se mantendo estável, essa diferença é mínima, mas o mesmo não pode ser dito quando há variações bruscas, como aconteceu no início de 1999. Para se prevenir, é bom consultar a central de atendimento na data do vencimento e se informar sobre o câmbio naquele dia.

escolher-cartao-de-credito

Benefícios

É recomendável informar-se desde o início sobre como você pode usufruir os benefícios oferecidos por seu cartão de crédito. Se você tem direito, por exemplo, a um socorro mecânico, descubra como proceder em uma necessidade: é possível chamar qualquer mecânico? Há uma lista de credenciados? É preciso esperar o guincho enviado pela empresa? Isso varia caso a caso.

Além disso, pergunte sobre como poderá acompanhar seus benefícios. Se você tem direito a pontos ou milhas quando usa o cartão, deve saber se o total já vem no extrato da fatura ou se receberá comunicados à parte.

Formas de pagamento

Todos os cartões têm uma data fixa de pagamento (definida pelo consumidor) e estabelecem um valor mínimo a ser quitado, que pode variar de cartão para cartão e de um mês para outro é sempre parte do total devido. Quem não paga pelo menos o mínimo tem de bancar, na fatura seguinte, uma multa e mais os juros relativos aos dias em que ficou devendo. Se for inadimplente por um mês inteiro, certamente terá de desembolsar um bom dinheiro além do montante original.

Se o consumidor paga o mínimo, arca com os juros que correm sobre o restante, também de acordo com o número de dias até a quitação do débito. É possível pagar a qualquer momento utilizando o que se chama de fatura avulsa.

Cancelamento

Se você quiser cancelar seu cartão de crédito, informe-se sobre a fatura seguinte e se há débitos para os próximos períodos. Se houver, você poderá quitá-los imediatamente ou esperar até as próximas faturas. Se você pagou toda a anuidade, será ressarcido proporcionalmente.

Perguntas mais frequentes sobre Cartão de Crédito

Diante da grande oferta de cartões de crédito no mercado, é fundamental você avaliar suas reais necessidades. Para isso, há algumas perguntas que podem ajudá-lo a decidir:

Preciso de mais de um cartão?

Se você recebe um adiantamento mensal ou tem entrada de dinheiro em vários dias do mês, talvez seja vantajoso ter vários cartões, pois você pode estabelecer datas diferentes de vencimento. Um cartão pode vencer no início do mês e o outro na segunda quinzena, por exemplo. Além disso, mais cartões garantem maior aceitação, porque alguns estabelecimentos trabalham com uma única bandeira.

Preciso de um cartão internacional?

Se você não viaja ao exterior, vai pagar uma anuidade maior à toa. Além disso, caso você venha a programar uma viagem para fora do País e tiver um cartão nacional, basta pedir a mudança e pagar a diferença proporcional ao resto da anuidade. O cartão internacional pode ser útil também para quem pretende fazer compras pela Internet.

Devo ter um cartão co-branded?

Se você tiver interesse em ter desconto em uma loja que possui um cartão co-branded ou acumular milhas em uma companhia aérea, pode ser interessante. Mas lembre que, para conseguir um bom desconto ou chegar a ganhar uma passagem, precisará comprar realmente muito no cartão de crédito.

As administradoras podem pagar uma conta só com o número de meu cartão, sem um boleto com minha assinatura?

Sim, isso acontece, por exemplo, nas compras que você faz por telefone ou na Internet e nas assinaturas de jornais e revistas renovadas automaticamente no cartão. Há um convênio prévio para isso entre a administradora e o estabelecimento em questão.

Isso é perigoso?

Há um risco de fraude, mas não maior que o do uso normal de cartões. Assim como outra pessoa poderia dar o número de seu cartão na Internet, um estabelecimento comercial conseguiria passá-lo duas vezes na máquina, se quisesse. Por isso, compre em locais conhecidos e, na dúvida, acompanhe o atendente que vai passar o seu cartão. Se for máquina manual, peça o carbono. Na Internet, prefira também os sites conhecidos, que usam código de criptografia, praticamente indecifrável.

cartoes-de-credito

Emissão de 2 Via

Aqui no site você encontra informações sobre como emitir a sua segunda via do cartão de crédito em caso de percas, basta você entrar na página do seu cartão.

Bloqueio de Cartão em Caso de Perca ou Roubo

Aqui você também encontra os telefones das principais operadoras de cartões de crédito e bancos, afim de conseguir entrar em contato por telefone para cancelamento, caso você tenha perdido o seu cartão.